Skip directly to content

Departamento de Assistência Psicológica

Diretora: Ana Deise Leonardo Cardoso
Secretária: Mônica de Almeida Roca
Comissão de Triagem e Encaminhamento: Liamar da Silva Terra
Comissão de Supervisão: Liamar da Silva Terra
Comissão de Estudo e Pesquisa: Mônica de Almeida Roca
Clínica de Atendimento Psicanalítico: Ana Deise Leonardo Cardoso


Desde sua fundação o DAP tem por finalidade:
1.    Realizar eventos científicos visando a divulgação do DAP/CAP e da Psicanálise como método de tratamento.
2.    Realizar encontros clínicos para a discussão de temas ligados à prática clínica da Psicanálise.
3.    Treinar os candidatos do Instituto na prática do tratamento psicanalítico, promovendo supervisões coletivas de primeiras entrevistas, dos casos atendidos. Este treinamento faz parte do programa de formação do Instituto de Psicanálise.
4.    Desenvolver programa de treinamento de supervisores.
5.    Estimular a pesquisa em psicanálise, através da implementação de um Banco de Dados.


CLÍNICA DE ATENDIMENTO PSICANALÍTICO – CAP
A CAP conta com um quadro de profissionais capacitados para oferecer tratamento psicoterápico e psicanalítico individual, para adultos e adolescentes, com valores acessíveis à população.   
Os interessados podem procurar a secretária da SPMS em horário comercial, pelo telefone 3325-7770, preencher o questionário de solicitação de atendimento que será encaminhado para a Comissão de Triagem do DAP, o qual irá proceder o encaminhamento.

O QUE É UM ATENDIMENTO PSICANALÍTICO
A Psicanálise é um método de tratamento, baseado na concepção de que os indivíduos muitas vezes desconhecem muitos dos fatores que determinam as suas emoções e comportamentos. Esses fatores que são inconscientes, podem ser fonte de sofrimento considerável, manifestando-se às vezes em forma de sintomas, traços de personalidade, dificuldades no trabalho, nos relacionamentos afetivos ou ainda, nas perturbações do humor e na autoestima. Como essas forças são inconscientes, os métodos de ajuda comumente oferecidos e que não levam em consideração a existência do inconsciente, não conseguem prestar a ajuda esperada.
O tratamento psicanalítico pode revelar como essas forças inconscientes afetam as relações atuais e padrões de comportamentos, sendo o objetivo maior, rastreá-los de volta às suas origens históricas, ajudando a pessoa a compreender-se melhor e a lidar com as realidades da vida adulta.
No decorrer do tratamento psicanalítico intensivo, a relação que se desenvolve com o psicanalista, inevitavelmente terá características decorrentes do “mundo interno” do paciente, tornando-se os aspectos dessa relação disponíveis para a compreensão dos meandros da história do sujeito, que até então não estavam acessíveis à memória do mesmo.   
A pessoa não precisa sentir que está precisando de tratamento para obter benefício de uma exploração psicanalítica de seu mundo interno. Um desejo de conhecer-se melhor e funcionar melhor no mundo, podem ser motivação suficiente para fazer a sua análise com um psicanalista qualificado. A forma mais intensiva do tratamento psicanalítico é a própria psicanálise: trata-se de atendimentos regulares, por um tempo indeterminado inicialmente, em sessões de 45minutos, quatro vezes por semana.  
OBS: texto extraído e adaptado do site da IPA.