Skip directly to content

Abertura das Publicações

"Descobri aos 13 anos que o que me dava prazer nas leituras não era a beleza das frases, mas a doença delas. Comuniquei ao Padre Ezequiel, um meu preceptor, esse gosto esquisito.
Eu pensava que fosse um sujeito escaleno.
Gostar de fazer defeitos na frase é muito saudável, o Padre me disse.
Ele fez um limpamento em meus receios.
O Padre falou ainda: Manoel, isso não é doença, pode muito que você carregue para o resto da vida um certo gosto por nadas...
E se riu.
Você não é bugre? - ele continuou.
Que sim, eu respondi.
Veja que bugre só pega por desvios, não anda em estradas - Pois é nos desvios que encontra as melhores surpresas e os ariticuns maduros.
Há que apenas saber errar bem o seu idioma.
Esse Padre Ezequiel foi meu primeiro professor de agramática"


Para Encontrar o Azul do Céu Eu Uso Pássaros. In O Pantanal por Manoel de Barros. Campo Grande-Editora Alvorada, 2 edição, 2011.

Falar do nosso cotidiano usando a ferramenta psicanalítica para compreender as vicissitudes da alma humana aproxima-se muito do que vem a ser "bugre", para o Padre Ezequiel, de Manoel de Barros, como sendo aquele "que só pega por desvios" o modo como as inquietações existenciais se expressam na "doença" das frases, e eu acrescentaria, na composição da linguagem pela qual a mente se revela. Com seu escrito, o nosso Poeta abre caminho para que possamos conhecer a nossa "agramática" pessoal, oferecendo novos sentidos para aquilo que poderia ficar soterrado no concreto.

 A criação de um espaço para publicações no site da SPMS é a realização de um projeto inspirado na possibilidade de realizar o sonho de ampliar o contato com um público interessado pela psicanálise e, ao meso tempo, o estímulo necessário à produção psicanalítica e à apresentação de seus debates internos. Do Departamento Científico requer a responsabilidade de convidar profissionais que possam se engajar nesse movimento e oferecer, ao público interessado, reflexões sobre temas do nosso cotidiano e de outros enfoques que permitam articulações entre a psicanálise e outros saberes.

A utilização do espaço no Site para publicações psicanalíticas busca adotar uma linha editorial que não a deixa restrita somente aos artigos científicos, mas também se amplia para temas que sejam de interesse de um grupo ainda maior, procurando instigar a curiosidade do leitor que quer conhecer a psicanálise e que tem o desejo de interlocução com seus pares. Neste sentido, além de artigos teóricos, os textos poderão ter formatos de ensaios, reflexões, conferências e crônicas,  visando atender a proposta de manter o site da SPMS o mais interessante e atual possível.

Aos colegas que têm atendido generosamente ao convite de escrever e aos que espontaneamente nos enviarem suas ideias para serem publicadas neste espaço quero expressar, desde agora, a minha gratidão e torcer para que todos juntos possamos alcançar nossos ideais criativos e reflexivos, na qualidade de psicanalistas.

Desejo a todos boas leituras,

Leila Tannous Guimarães